Menu fechado

Nº 15 – Eng. Civ. Seg. Trab. Marcos Moliterno

Conteúdo enviado pelo candidato

 

CANDIDATO: Marcos Moliterno

Cargo: Presidente do Confea

Prezados colegas,
O sistema CONFEA regra a atividade profissional de geociências e das cerca de 350 modalidades da Engenharia.

Considerando o crescente número de modalidades e os imensos avanços tecnológicos nas Engenharias, é fato que a Lei 5.194 se tornou incapaz de zelar pelos interesses da sociedade, servindo apenas à reduzida NOMENKLATURA1 de dirigentes, que afasta da participação democrática (apenas cerca de 4% votaram nas últimas eleições) a imensa maioria dos profissionais regidos pelo sistema CONFEA/CREA. Os profissionais não se sentem representados pelo atual sistema e as manifestações nesse sentido são abundantes.

A baixíssima participação democrática dos colegas nas eleições do sistema CONFEA/CREA, é o resultado claro da gestão da NOMENKLATURA1, que obriga o voto em locais pré-determinados, em um único dia útil, o que impede à imensa maioria de colegas se manifestar democraticamente.  

Essa mentalidade ditatorial e antidemocrática dos dirigentes atuais do sistema CONFEA/CREA, impede aos profissionais do sistema a LIBERDADE de se candidatarem a qualquer cargo diretivo, se não fizerem parte de um sindicato ou de uma instituição de engenharia.

Ou seja, o eleitor é chamado a pagar os custos do sistema, mas não lhe é permitido participar livremente do processo eletivo, de forma independente.  Assim nasceu minha candidatura à presidência do CONFEA , fundamentada nos compromissos firmados com todos que pretendem ter no sistema CONFEA/CREA uma instituição independente, democrática, de caráter republicano, verdadeiramente voltada aos interesses da sociedade e de valorização de TODOS os profissionais.

Estes são meus COMPROMISSOS para os quais peço seu APOIO e seu importante VOTO: 

  1. ELEIÇÕES DIGITAIS: As eleições devem ser feitas obrigatoriamente por meio digital – via aplicativo ou site na internet –, de forma prática, simples, DEMOCRÁTICA e INCLUSIVA, como já feito em diversas entidades de Engenharia;
  2. PEC 108: promoverei meus melhores esforços para que seja aprovada a Proposta de Emenda à Constituição nº 108/2019, que conta com apoio do Ministro da Economia Paulo Guedes, e contra a qual insurgem-se os dirigentes do sistema CONFEA/CREA; 
  3. ART GRATUITA: promoverei meus melhores esforços junto ao Congresso Nacional para que seja aprovada legislação que torne GRATUITA a ART, a ser preenchida de forma mais enxuta, eficiente e menos burocrática;
     
  4. ANUIDADE: reduzirei o valor da anuidade, a fim de que sejautilizada exclusivamente para custear o orçamento anual do sistema, sem desperdícios ou excedentes de caixa, incorporando o custo de emissão da ART, e ISENTAREI de pagamento os profissionais DESEMPREGADOS.
     
  5. MAIOR AUTONOMIA: promoverei esforços para alterar a legislação a fim de permitir que o novo sistema CONFEA/CREA seja dirigido de forma independente, tendo por modelo o sistema adotado pela Ordem dos Advogados do Brasil, que valorize o profissional perante a sociedade;
     
  6. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL: promoverei meus melhores esforços para que o profissional tenha maior acesso à atualização técnica, qualificação profissional e intercâmbios com outros países mais desenvolvidos.

Colegas!  Para valorizar a nossa profissão e dar maior autonomia e liberdade aos profissionais, basta que todos os que PAGAM por esse sistema COMPAREÇAM às urnas para votar no próximo dia 03 de junho.  Conto com seu APOIO e seu VOTO para as mudanças necessárias!


NOMENKLATURA1:   o termo é descrito no livro “A Nomenklatura – e retrata a “burocracia” ou “casta dirigente” da extinta União Soviética. Os membros da “nomenklatura” eram altos funcionários do Partido Comunista, e gozavam de inúmeros privilégios e vantagens, inacessíveis ao restante da população do país.